Home > DOCES E SALGADOS > Confiança de serviços sobe em novembro ao maior nível desde fevereiro

DOCES E SALGADOS

02/12/2019 07:55 por Redação

Confiança de serviços sobe em novembro ao maior nível desde fevereiro

Alta do ICS impactou 9 das 13 atividades pesquisadas, e foi determinada exclusivamente pela melhora das expectativas no curto prazo

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), da Fundação Getulio Vargas, subiu 1,4 ponto em novembro, para 95,0 pontos, maior nível desde fevereiro deste ano (96,5). Em médias móveis trimestrais, o índice cresceu 0,9 ponto no mês.

“A confiança de serviços voltou a subir influenciada pela melhora do otimismo do empresário do setor com os próximos meses. Por outro lado, depois de um expressivo aumento nos últimos cinco meses, a percepção sobre o momento presente apresentou um ligeiro recuo em novembro”, analisa Rodolpho Tobler, economista da FGV IBRE. “Com essa combinação de resultados, o cenário para os próximos meses ainda segue de recuperação gradual do setor e sem expectativas de uma retomada mais robusta no curto prazo”.

A alta do ICS impactou 9 das 13 principais atividades pesquisadas, e foi determinada exclusivamente pela melhora das expectativas no curto prazo.

O Índice de Situação Atual (ISA-S) recuou 0,9 ponto, para 91,8 pontos, interrompendo a sequência de cinco altas consecutivas, quando acumulou 6,4 pontos no período. Já o Índice de Expectativas (IE-S) avançou 3,8 pontos em novembro, para 98,4 pontos, e compensou toda a queda sofrida no mês anterior (3,6 pontos).}

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) do setor de serviços recuou 0,3 ponto percentual em novembro, passando a 81,7%.

Expectativas

O comportamento recente de dois componentes do ICS (ISA-S e IE-S) mostra que houve descolamento das expectativas em relação a situação atual após a definição da eleição de 2018, e a diferença entre o IE-S e o ISA-S atingiu o nível mais alto em fevereiro deste ano, quando a diferença foi de 14,1 pontos. Após esse período, iniciou-se uma aproximação dos dois índices principalmente pelo ajuste das expectativas, acumulando perda de 8,7 pontos de fevereiro a novembro enquanto no mesmo período o ISA-S ganhou 2,5 pontos.

Leia mais:

Confiança da indústria atinge em novembro o maior patamar em 18 meses
Após avançar em outubro, confiança do comércio volta a cair em novembro
Confiança da construção sobe ao maior patamar desde setembro de 2014

'
Enviando