Home > ADVILLAGE > Mercado de tablets caiu 32% no Brasil em 2016, diz estudo da IDC

ADVILLAGE

10/03/2017 12:58 por Advillage

Mercado de tablets caiu 32% no Brasil em 2016, diz estudo da IDC

Foram comercializados cerca de 4 milhões de aparelhos no ano pasado; para 2017, consultoria queda menor, de "apenas 7%"

Em 2016, foram vendidos cerca de 4 milhões de tablets no Brasil, uma queda de 32% em relação a 2015 (5,8 milhões de unidades), segundo o IDC Brazil Tablets Tracker Q4, da IDC Brasil. Com isso, o segmento amarga o segundo ano consecutivo de queda nas vendas.

“Em 2016, passado o ‘boom’ de vendas de tablets, 80% do mercado ficou dominado por três empresas [N.R.: Apple, Samsung e Lenovo] que resistiram ao período de crise e à canibalização destes dispositivos. Isso deixou o setor mais saudável e com produtos que oferecem melhor experiência de uso ao consumidor”, diz Wellington La Falce, analista de mercado da IDC Brasil. A canibalização a que La Falce se refere é a propiciada pelos smartphones de telas grandes.

Segundo o estudo, os produtos colocados à venda em 2016 ficaram numa faixa de preço apenas 3% maior do que no ano anterior. “Em 2015, os tablets custavam, em média, R$ 500. No ano passado, os preços ficaram na faixa de R$ 513”, completa o analista da IDC Brasil.

4º trimestre - Entre outubro e dezembro de 2016, foram comercializados 1,2 milhão de unidades, 17% a mais do que no terceiro trimestre de 2016 e 11% a menos do que no mesmo período de 2015. “Como o tablet segue na lista de desejos do público infantil, o último trimestre de 2016 manteve o movimento aquecido dos anos anteriores por conta do Dia das Crianças, da Black Friday e do Natal”, conclui Wellington La Falce.
 
Expectativa - A IDC Brasil estima que o mercado de tablets chegue à marca de 3,7 milhões de dispositivos vendidos em 2017, ou seja, 7% a menos do que em 2016.

Siga-nos no Twitter

'
Enviando