Home > DOCES E SALGADOS > ANP renova programa de monitoramento da qualidade dos combustíveis

DOCES E SALGADOS

11/06/2019 07:24 por Redação

ANP renova programa de monitoramento da qualidade dos combustíveis

Segundo a agência, com as novas regras, 100% dos postos revendedores e distribuidoras do país serão contemplados

A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) regulamentou o Novo Programa de Monitoramento da Qualidade dos Combustíveis (PMQC), um conjunto de regras que abrange licitações para definição dos laboratórios aptos a participarem do projeto.

Segundo a agência, 100% dos postos revendedores de combustíveis e lubrificantes serão contemplados no programa, assim como todas as distribuidoras, que também passam a ter os produtos monitorados em suas bases de distribuição, e os transportadores-revendedores-retalhistas (TRRs, agentes que vendem, a granel, óleo diesel automotivo, óleo lubrificante e graxa). Cada distribuidora terá amostras coletadas, obrigatoriamente, pelo menos uma vez ao mês e cada posto e cada TRR, pelo menos uma vez por semestre. A escolha dos postos, TRRs e distribuidoras a serem monitorados será feita por sorteio.

A ANP afirma que o novo PMQC prevê a publicação de boletins mensais sobre a da qualidade dos combustíveis (gasolina, etanol hidratado e óleo diesel) no Brasil, com dados por região e por estado. Futuramente, diz a agência, será desenvolvido um aplicativo por meio do qual o consumidor poderá checar o desempenho do posto revendedor quanto à qualidade dos produtos comercializados.

O programa, criado em 1998, acompanhou a evolução dos índices de conformidade dos combustíveis, “que chegaram a padrões internacionais”. Em abril de 2019, foram de 98,1% para a gasolina, 98,2% para o etanol e 95,5 % para o óleo diesel.

O projeto piloto do novo programa será iniciado por localidades não cobertas atualmente pelo monitoramento, como Goiás e o Distrito Federal.

'
Enviando