Home > DOCES E SALGADOS > Comissão Europeia veta fusão entre Tata Steel e ThyssenKrupp

DOCES E SALGADOS

12/06/2019 08:37 por Redação

Comissão Europeia veta fusão entre Tata Steel e ThyssenKrupp

Inquérito concluiu que união entre as companhias indiana e alemã teria potencial de elevar os preços do aço para o setor industrial da União Europeia

À luz do regulamento das concentrações da União Europeia, a Comissão Europeia proibiu a criação de uma empresa comum pela companhia siderúrgica indiana Tata Steel e o grupo industrial alemão ThyssenKrupp. Segundo a CE, a fusão poderia reduzir a concorrência e aumentar os preços dos diferentes tipos de aço. “As partes não ofereceram soluções adequadas para lidar com essas preocupações”, diz comunicado da comissão.

“O aço é um insumo crucial para muitas coisas que usamos em nossa vida cotidiana, como alimentos enlatados e carros”, afirmou a comissária Margrethe Vestager, encarregada da política de concorrência da UE. “Milhões de pessoas na Europa trabalham nesses setores e as empresas dependem de preços de aço competitivos para vender em um nível global. Sem soluções para as nossas graves preocupações em termos de concorrência, a fusão resultaria em preços mais elevados. Por isso, proibimos o negócio para evitar danos graves aos consumidores e consumidores industriais europeus”.

A ThyssenKrupp é o segundo maior produtor de aço carbono plano da UE, enquanto a Tata Steel é a terceira maior. Ambas as empresas são produtoras significativas de aço revestido e laminado metálico para aplicações de embalagens e de aço carbono plano galvanizado para a indústria automotiva.

De acordo com a Comissão Europeia, o setor siderúrgico é uma indústria-chave para a UE - emprega cerca de 360 mil pessoas em mais de 500 locais de produção em 23 Estados-membros do bloco.

'
Enviando