Home > DOCES E SALGADOS > Trump diz que ofensiva para prender e deportar imigrantes começará neste domingo

DOCES E SALGADOS

12/07/2019 12:30 por Redação

Trump diz que ofensiva para prender e deportar imigrantes começará neste domingo

Presidente dos EUA fez a mesma ameaça no mês passado; se acontecer de fato, operação será realizada em dez cidades americanas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou nesta sexta-feira (12) que terá início neste domingo (14) as incursões em todo o país para prender e deportar migrantes ilegais., repetindo uma ameaça feita no mês passado e nunca concretizada. Autoridades da imigração disseram que a “varredura” pode se estender por vários dias.

"Não há nada feito em segredo”, disse Trump a repórteres na Casa Branca hoje pela manhã. Segundo o The New York Times, o presidente chamou a ofensiva de “uma grande operação". A ação foi planejada durante cerca de um mês no Departamento de Segurança Interna dos EUA.

Agentes de imigração e fiscalização aduaneira inicialmente planejavam enviar agentes a para diversas localidades no mesmo dia, numa demonstração de “força coordenada”. Duas pessoas familiarizadas com a operação, porém, disseram ao jornal que a agência mudou a estratégia depois que reportagens anteciparam as ações.

A varredura planejada deve ocorrer em dez cidades. Ela havia sido marcada para o final de junho, mas depois da dura oposição de parlamentares democratas, defensores dos imigrantes e autoridades de segurança interna, o presidente adiou o acordo dias antes.

Autoridades federais de imigração disseram que esperam deter pelo menos 2 mil imigrantes sem documentos pelo país. Os agentes do ICE (Immigration and Customs Enforcement) geralmente se concentram em deportar indivíduos adultos, particularmente aqueles com antecedentes criminais, em vez de visar famílias com crianças. Mas o Departamento de Segurança Interna afirmou que imagens de crianças deixando suas casas desencorajariam outros migrantes a ingressar no país.

Governos estaduais e locais liderados por democratas já se mobilizaram em oposição à ofensiva de Trump. Na quarta-feira (10), a prefeita de Chicago, Lori Lightfoot, anunciou que proibiu permanentemente o ICE de ter acesso aos registros digitais do departamento de polícia da cidade, e garantiu que seus policiais não contribuirão "de forma alguma" com a ação.

“A ameaça dos ataques forçou nossos moradores a se esconder nas sombras, vivendo em constante medo e deixando de ir à escola ou ao trabalho", disse ela em entrevista coletiva. “Eu falei com a liderança do ICE em Chicago e expressei minha forte objeção a qualquer ataque e às coisas que estão aterrorizando e traumatizando nossa comunidade.”

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, publicou um vídeo na quinta-feira no Twitter com dicas a migrantes que vivem no estado sobre como evitar a prisão. “Eu só quero dizer para as pessoas que elas não precisam abrir a porta de suas casas. Sem um mandado, você não precisa abrir a porta”.

'
Enviando