Home > DOCES E SALGADOS > Nomeação de ex-diretor do FBI para investigação sobre Rússia eleva pressão sobre Trump

DOCES E SALGADOS

18/05/2017 08:02 por Redação

Nomeação de ex-diretor do FBI para investigação sobre Rússia eleva pressão sobre Trump

Entrada de Robert Mueller atende à demanda crescente por apuração independente sobre suposta atuação russa na campanha republicana de 2016

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos nomeou o ex-diretor do FBI Robert Mueller como conselheiro especial para investigar possíveis conluios entre a equipe de campanha do então candidato Donald Trump à eleição presidencial do ano passado e o governo russo.

A medida, que aumenta a pressão sobre o presidente dos EUA, ocorre num momento em que há demandas crescentes por uma investigação independente a respeito de suposto envolvimento russo para influenciar o resultado da eleição presidencial de novembro em favor de Trump e contra a democrata Hillary Clinton.

A turbulência em Washington se aprofundou por alegações de que o presidente pediu o fim de uma investigação do FBI sobre ligações entre o ex-conselheiro de segurança nacional de Trump, Michael Flynn, e a Rússia. Isto levantou questões sobre se o presidente tentou de forma indevida interferir em uma investigação federal.

Parlamentares do Congresso americano querem um depoimento público de James Comey, cuja demissão como diretor do FBI, na semana passada, gerou uma tempestade política. Comey escreveu um memorando detalhando sobre como Trump pediu que ele “deixasse pra lá” a investigação sobre Flynn.

Moscou nega qualquer envolvimento na campanha para tentar favorecer Trump na eleição.

'
Enviando